Instituto Pensar - Festival Internacional de Criatividade, Brasil fica com 85 troféus em Cannes

Festival Internacional de Criatividade, Brasil fica com 85 troféus em Cannes

Imagem: Divulgação/Cannes Lions

por redação Estado de Minas em 22/06/19.

O Brasil terminou o Cannes Lions - Festival Internacional de Criatividade com um total de 85 Le√Ķes. Nas √ļltimas categorias que tiveram os resultados divulgados ontem, dia de encerramento do festival, o Brasil angariou mais sete pr√™mios. O resultado mais importante foi para a ag√™ncia Wieden+Kennedy S√£o Paulo, para uma pe√ßa publicit√°ria do desodorante Old Spice, da Procter & Gamble: um Le√£o de Ouro em Filme Lions, considerada uma das principais categorias do evento.

O resultado do Brasil ficou aqu√©m do total de Le√Ķes angariados nos √ļltimos anos - em 2018, por exemplo, foram 101 pr√™mios. 

Tendência

O menor volume de premia√ß√£o reflete algumas mudan√ßas que Cannes Lions tem implementado nos √ļltimos anos. Al√©m da redu√ß√£o da dura√ß√£o do evento de oito para cinco dias, tamb√©m houve um corte no total de Le√Ķes distribu√≠dos, como forma de valorizar a premia√ß√£o. O Estad√£o √© o representante oficial de Cannes Lions no Brasil.

Outra tend√™ncia foi a redu√ß√£o da participa√ß√£o de empresas tradicionais - como a AlmapBBDO, campe√£ em t√≠tulos de Ag√™ncia do Ano no festival. Neste ano, ag√™ncias como David Brasil, Wieden+Kennedy e Akqa apareceram como for√ßas emergentes da criatividade brasileira, angariando Le√Ķes de Ouro e dois Grand Prix (Grande Pr√™mio).
A Akqa levou os dois Grand Prix: um em Media Lions (que julga o melhor uso das diferentes m√≠dias para a difus√£o de uma campanha) e outro para Entertainment Lions for Music (que escolhe o melhor trabalho global que inclui o uso de m√ļsica). A primeira campanha foi realizada para o modelo AirMax, da Nike, e envolveu a cultura paulistana do grafite, enquanto o segundo transformou o lan√ßamento do segundo √°lbum do rapper Baco Exu do Blues em um movimento contra o racismo institucionalizado no Pa√≠s.

Aberta há cinco anos e comandada pelos brasileiros Diego Machado e Renato Zandona, além do português Hugo Veiga, a filial brasileira da Akqa trabalha em um formato diferente da maioria das agências, segundo os executivos. Para começar, ela aceita trabalhos em forma de consultoria, cobrando por hora de trabalho - caso seja necessária a compra de mídia para algum cliente, o trabalho é repassado a um terceiro.

No caso da campanha do modelo AirMax a partir de um conceito que celebrava os talentos do grafite nacional, a veiculação foi coordenada pela Wieden+Kennedy.

J√° a David Brasil se destacou principalmente gra√ßas √† campanha do Burger King que incentivou consumidores a "queimarem" virtualmente an√ļncios do McDonald's, seu principal rival e alvo preferencial de sua comunica√ß√£o. Ap√≥s finalizar a tarefa, o cliente recebia um cupom para resgatar seu sandu√≠che na loja mais pr√≥xima.

A ação apostou em uma estratégia rara para a comunicação no Brasil: o confronto direto com a concorrência. O principal destaque do projeto foi em Direct Lions, com um ouro uma prata e dois bronzes. A rede de fast-food Burger King foi escolhida como a marca mais criativa do ano dentro do festival, graças a prêmios que angariou em mercados como o Brasil e os EUA.

A Wieden+Kennedy ganhou um ouro em filme com um trabalho para a Old Spice, chamado O An√ļncio Infinito. O projeto foi mostrado em um canal no YouTube, o Woohoo, por 14 horas seguidas - quebrando o recorde e entrando para o Guinness como o comercial de televis√£o mais longo do mundo.

√öltimos Le√Ķes

Em Filme Lions, al√©m do ouro, a Wieden+Kennedy recebeu tamb√©m uma prata e um bronze com a mesma a√ß√£o de Old Spice. Houve ainda um Le√£o de prata para AlmapBBDO/Getty Images. Em Sustainable Development Goals Lions, foram dois bronzes: VML&YR; para Minist√©rio P√ļblico e Abap e GTB Brasil para Ford. Em Glass Lions for Change, a mesma campanha da VML&YR; ganhou um bronze. As informa√ß√Ķes s√£o do jornal O Estado de S. Paulo.



0 Coment√°rio:


Nome: Em:
Mensagem: