Instituto Pensar - Criatividade é o desenvolvimento enquanto a inovação é o resultado

Criatividade é o desenvolvimento enquanto a inovação é o resultado

Imagem: Shutterstock
por Rob Sheffield em 03/01/2019.

Criatividade √© o desenvolvimento de id√©ias novas e √ļteis, enquanto a inova√ß√£o √© o resultado de colocar essas id√©ias em pr√°tica. Voc√™ n√£o pode ter inova√ß√£o sem criatividade e, portanto, a habilidade √© cada vez mais importante nos neg√≥cios.

De cima para baixo, a necessidade de pensamento criativo √© cada vez mais procurada por equipes, organiza√ß√Ķes, comunidades e pa√≠ses. De baixo para cima, as pessoas querem essas habilidades, tanto para sua satisfa√ß√£o pessoal quanto para sua empregabilidade de longo prazo. E, tecnologicamente, est√° se tornando mais vi√°vel "combinar" os solucionadores de problemas criativos com desafios complexos que exigem imagina√ß√£o.

Mais de 60 anos de pesquisa significa que sabemos muito sobre como desenvolver ideias criativas. O trabalho do cientista educacional Mel Rhodes √© particularmente reconhecido. Ele coletou 56 defini√ß√Ķes de criatividade e as agrupou por quatro temas.

Produto criativo: os gerentes devem se perguntar "qual é a criatividade dos nossos resultados de trabalho?" Estes podem ser produtos, serviços, processos ou modelos de negócios e devem estar alinhados com a estratégia organizacional.

Processo criativo: analisa como as ideias se desenvolvem por etapas, ajudadas por ferramentas, regras e pr√°ticas. Inclui treinamento de habilidades.

Imprensa criativa: O clima de trabalho tem um enorme impacto sobre o quanto as pessoas 'extras' escolhem para colocar em seu trabalho. O maior fator que afeta o clima é a liderança.

Pessoa criativa: As pessoas têm diferentes estilos de solução de problemas e estas influenciam a novidade e viabilidade de suas idéias.

Esses temas podem ser usados ​​para definir uma maneira de trabalhar que estimula a criatividade nas organiza√ß√Ķes. Os gerentes devem alinhar os esfor√ßos de inova√ß√£o aos objetivos estrat√©gicos; construir habilidades criativas de resolu√ß√£o de problemas; criar o clima de trabalho para o desenvolvimento de id√©ias e alavancar a diversidade de seus povos. Aqui est√£o tr√™s li√ß√Ķes de organiza√ß√Ķes que fizeram isso.

TR√äS LI√á√ēES PARA IMPULSIONAR A CRIATIVIDADE

1. MESMO EQUIPE DE SUCESSO PODE SE BENEFICIAR DO TREINAMENTO DE HABILIDADES

Liam conseguiu um serviço de sucesso para apoiar aqueles com dependência de drogas e álcool. Os membros de sua equipe haviam introduzido várias mudanças benéficas no serviço em pouco tempo, mas queriam expandir seu trabalho em todo o condado.

A equipe n√£o recebeu nenhum treinamento formal em pensamento criativo. Em um workshop, eles mostraram como adotar uma nova maneira de desenvolver id√©ias. Isso incluiu a redefini√ß√£o de desafios; gerando muitas solu√ß√Ķes potenciais; e listar os promissores.

Para impulsionar o desempenho, eles aplicaram esse aprendizado de forma inclusiva, trabalhando com partes interessadas internas e externas para gerar ideias (conhecido como est√°gio do pensamento divergente); gerando muitas possibilidades imaginativas; e priorizando as solu√ß√Ķes mais promissoras (a fase do pensamento convergente).

Sua proposta de design subsequente foi bem sucedida. Eles foram contratados para trabalhar com novos parceiros e em um novo mercado - estendendo seus serviços em todo o país.

2. FAÇA TEMPO PARA A CRIATIVIDADE

O Solverboard é uma plataforma digital criada em 2015 para ajudar os funcionários a compartilhar ideias com facilidade.

Dentro de start-ups, o esfor√ßo dos funcion√°rios √© normalmente muito alto. As pessoas muitas vezes se oferecem para ajudar al√©m de seus pap√©is freq√ľentemente vagamente definidos. Mas os gerentes queriam canalizar esse esfor√ßo para a criatividade.

O Solverboard tinha um clima positivo, mas nossa pesquisa destacou que as pessoas precisavam de mais tempo para desenvolver e implementar suas ideias. Como resultado, os líderes seniores apresentaram mais clareza aos papéis e responsabilidades e mudaram as expectativas em torno do presenteísmo. Charlie, um dos fundadores da Solverboard, nos contou mais tarde que diferença o aprendizado havia feito:

"¬Ö Se houvesse um takeaway do treinamento: como criar mais espa√ßo para que as ideias prosperem? E n√≥s temos. Mudou fundamentalmente como estamos preparados para trabalhar. Isso nos permitiu admitir que a ocupa√ß√£o n√£o equivale √† produtividade ... (E) estamos aumentando os usu√°rios e a receita m√™s a m√™s. ¬Ē

3. A CRIATIVIDADE PRECISA DE ESTRUTURA TANTO ESTILIANTE

Um escritório de advocacia anunciou internamente uma nova equipe para montar uma plataforma online que oferecesse serviços jurídicos. Seria um projeto empolgante que daria à empresa uma vantagem competitiva no setor.

O problema era que o an√ļncio atraiu cinco pessoas que se sentiam atra√≠das pela natureza aberta do trabalho, com poucas regras sobre como proceder. O grupo era forte em gerar ideias, mas mais fraco em decidir como prioriz√°-las e implement√°-las. Internamente, as frustra√ß√Ķes aumentavam devido √† falta de entrega.

Houve diversidade cognitiva limitada no grupo.

A teoria e medida do Dr. Michael Kirton sobre adapta√ß√£o-inova√ß√£o provou ser uma ferramenta √ļtil. Explica que aqueles com um estilo mais 'adaptativo' preferem usar mais estrutura na resolu√ß√£o de problemas; aqueles com uma abordagem mais "inovadora" preferem usar menos estrutura. Equipes criativas de sucesso precisam de ambos.

O grupo nomeou duas novas pessoas, as quais tinham mais interesse em trazer estrutura e processo para o seu trabalho. Seu líder também atendeu ao máximo as demandas de trabalho para estilos individuais, dando um trabalho mais estruturado para pessoas com uma preferência adaptativa e um trabalho mais exploratório para aqueles com uma preferência inovadora.

Nove meses depois, a equipe estava oferecendo serviços jurídicos on-line. Um pacote de leis trabalhistas estava vendendo bem, a reputação da empresa foi aprimorada e estava conquistando novos clientes e novas receitas.

L√≠deres e suas equipes aprendem rapidamente como ser mais criativo. O aprendizado "adere¬Ē quando eles complementam o treinamento de habilidades com um clima de trabalho favor√°vel, usando a diversidade que possuem e fazem tudo isso com inova√ß√£o claramente alinhada √† estrat√©gia.


O Dr. Rob Sheffield é consultor de desenvolvimento de liderança e coach de inovação na Bluegreen Learning. Ele escreveu Como Líderes Aprendem a Impulsionar a Criatividade: Catalizadores da Inovação, publicado em 29/01/18. Contém mais estudos de casos de criatividade no local de trabalho.




0 Coment√°rio:


Nome: Em:
Mensagem: