Instituto Pensar - Ofensiva regulat��ria na China impacta grupo de investimentos dos EUA

Ofensiva regulatória na China impacta grupo de investimentos dos EUA

por: Mariane Del Rei 


Foto: Qilai Shen / Bloomberg

A China continua mostrando ao mundo o peso da regulação estatal. O grupo estadunidense de private equity Blackstone retirou sua aquisição de US$ 3 bilhões da imobiliária chinesa Soho China na semana passada. O rompimento do acordo ocorreu em um pano de fundo de revisões políticas expansivas e restrições regulatórias na China, em que as autoridades aumentaram o escrutínio do investimento estrangeiro e reprimiram o que consideram práticas de negócios monopolistas .

A Soho China e a Blackstone disseram em um comunicado conjunto na sexta-feira que não poderiam receber a aprovação antitruste para a aquisição dentro do prazo acordado. Isso anulou a oferta de Hong Kong de US$ 5 por ação da Blackstone feita em junho, que avaliou a incorporadora em Hong Kong $ 26 bilhões (US$ 3,3 bilhões), mas estava condicionada à aprovação de Pequim. 

Com o resultado, Wall Street está enfrentando uma divisão cada vez maior em relação aos investimentos na China, à medida que a crescente revisão regulatória abala a confiança dos investidores ocidentais na segunda maior economia do mundo.

Leia tambémA mão chinesa da regulação do mercado é visível e espanta o Ocidente

A quebra do acordo também voltou a atenção para os fundadores do Soho China, Pan Shiyi e Zhang Xin . O casal tem sido sinônimo do desenvolvimento dos horizontes de Pequim e Xangai e objeto de acirradas discussões no estado chinês e nas redes sociais desde que o negócio foi anunciado.

"Você quer fugir com seu dinheiro? Você não quer ficar aqui e nos levar à prosperidade comum? ? perguntou a personalidade da mídia Zhang Yixuan, escrevendo no Weibo, a plataforma de microblog semelhante ao Twitter da China. 

Para a Blackstone, a aquisição desfeita do portfólio de imóveis de primeira linha da Soho nas maiores cidades da China representou um golpe nos planos do cofundador Stephen Schwarzman de impulsionar a posição de seu grupo no país.

Com informações da Financial Times



0 Comentário:


Nome: Em:
Mensagem: