Instituto Pensar - Porto Digital mapeia a Economia Criativa em Recife

Porto Digital mapeia a Economia Criativa em Recife

A “brodagem” está impedindo a economia criativa crescer mais rapidamente no Estado. É o que aponta a pesquisa de mapeamento encomendada pelo Porto Digital, que será apresentada num evento voltado para o segmento no dia 5 de maio.

A pesquisa foi feita em numa amostragem de 150 empresas do setor, entre as mais de 3,5 mil cadastradas na Junta Comercial de Pernambuco. “Para mais da metade dos entrevistados, a falta de profissionalismo das pessoas envolvidas nas atividades é a maior dificuldade em se empreender”, destaca o presidente do parque tecnológico, Francisco Saboya.

Outro ponto revelado pela pesquisa é a falta de capacitação dos profissionais. “São questões que o Portomídia enfrenta através da metodologia que já utilizamos nas empresas de TI. A pesquisa mostrou ainda que, embora mais de 90% das pessoas do setor conhecerem o Porto Digital, só metade conhecem o Portomídia. Queremos nos aproximar ainda mais desse público”, afirma Saboya.

O seminário Economia Criativa e Negócios: Cenário Atual e Perspectivas para Pernambuco é uma iniciativa nesse sentido. A proposta do evento é reunir palestrantes de destaque nacional e cases locais para debater os resultados da pesquisa e apresentar  diferentes modelos de negócios que servem como referência para novos mercados que estão abertos para os empreendimentos criativos de base tecnológica.

O evento acontece na Jump Brasil, aceleradora de negócios do parque tecnológico, no bairro de Santo Amaro, e está organizado em dois módulos, manhã e tarde – os interessados podem se inscrever separadamente em cada um dos módulos ou em ambos, com desconto.

Pela manhã, o foco principal se dará nos aspectos econômicos a partir de perspectivas globais, nacionais e estaduais (com foco no Rio de Janeiro e em Pernambuco). Além da pesquisa do Porto Digital, será apresentado um levantamento feito pela Unesco e o Mapeamento da Economia Criativa, da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). Gabriel Pinto, da Firjan, a pesquisadora Lídia Goldstein, o secretário de Cultura de Pernambuco, Marcelino Granja, e o economista Pierre Lucena, e do instituto de pesquisa Datamétrica, farão parte da mesa, ao lado de Saboya.

No horário da tarde, o Seminário se voltará para a perspectiva empreendedora, com ênfase nas iniciativas criativas para a formatação de negócios. André Mantovani, empresário, empreendedor e ex-Diretor Geral da MTV, se junta a Carla Esmeralda, produtora cultural do Laboratório Novas Histórias, e Wagner Martins, o “Mr. Manson”, do site Cocadaboa, comporão a mesa.

Na sequência as empresas Mr. Plot, Muma, BigHut, JoyStreet e ClapMe farão uma apresentação de cases nas áreas de música, audiovisual, game e design. O seminário tem início a partir das 9h e tem inscrições online. Cada módulo custa R$ 30, mas os interessados podem adquirir o pacote promocional, com os dois turnos, por R$ 50.

Programação:
Manhã
– Mesa 1: Economia (Lídia Goldstein, Gabriel Pinto e Francisco Saboya)
– Debate com Lídia Goldstein, Gabriel Pinto, Francisco Saboya, Marcelino Granja e Pierre Lucena

Tarde
– Mesa 2: Negócios (André Mantovani, Carla Esmeralda, Wagner Martins)
– Apresentação de cases: Mr. Plot, Muma, BigHut, JoyStreet e ClapMe

Fonte: Mundo Bit

A
“brodagem” está impedindo a economia criativa crescer mais rapidamente
no Estado. É o que aponta a pesquisa de mapeamento encomendada pelo , que será apresentada num evento voltado para o segmento no dia 5 de maio.


A pesquisa foi feita em numa amostragem de 150 empresas do setor,
entre as mais de 3,5 mil cadastradas na Junta Comercial de Pernambuco.
“Para mais da metade dos entrevistados, a falta de profissionalismo das
pessoas envolvidas nas atividades é a maior dificuldade em se
empreender”, destaca o presidente do parque tecnológico, Francisco
Saboya.


Outro ponto revelado pela pesquisa é a falta de capacitação dos profissionais. “São questões que o
enfrenta através da metodologia que já utilizamos nas empresas de TI. A
pesquisa mostrou ainda que, embora mais de 90% das pessoas do setor
conhecerem o Porto Digital, só metade conhecem o . Queremos nos aproximar ainda mais desse público”, afirma Saboya.


O seminário Economia Criativa e Negócios: Cenário Atual e Perspectivas para Pernambuco é
uma iniciativa nesse sentido. A proposta do evento é reunir
palestrantes de destaque nacional e cases locais para debater os
resultados da pesquisa e apresentar  diferentes modelos de negócios que
servem como referência para novos mercados que estão abertos para os
empreendimentos criativos de base tecnológica.


O evento acontece na Jump Brasil, aceleradora de negócios do parque
tecnológico, no bairro de Santo Amaro, e está organizado em dois
módulos, manhã e tarde – os interessados podem se inscrever
separadamente em cada um dos módulos ou em ambos, com desconto.


Pela manhã, o foco principal se dará nos aspectos econômicos a partir
de perspectivas globais, nacionais e estaduais (com foco no Rio de
Janeiro e em Pernambuco). Além da pesquisa do Porto Digital, será
apresentado um levantamento feito pela Unesco e o Mapeamento da Economia
Criativa, da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro
(Firjan). Gabriel Pinto, da Firjan, a pesquisadora Lídia Goldstein,
o secretário de Cultura de Pernambuco, Marcelino Granja, e o economista
Pierre Lucena, e do instituto de pesquisa Datamétrica, farão parte da
mesa, ao lado de Saboya.


No horário da tarde, o Seminário se voltará para a perspectiva
empreendedora, com ênfase nas iniciativas criativas para a formatação de
negócios. André Mantovani, empresário, empreendedor e ex-Diretor Geral
da MTV, se junta a Carla Esmeralda, produtora cultural do Laboratório
Novas Histórias, e Wagner Martins, o “Mr. Manson”, do site Cocadaboa,
comporão a mesa.


Na sequência as empresas Mr. Plot, Muma, BigHut, JoyStreet e ClapMe
farão uma apresentação de cases nas áreas de música, audiovisual, game e
design. O seminário tem início a partir das 9h e tem inscrições online. Cada módulo custa R$ 30, mas os interessados podem adquirir o pacote promocional, com os dois turnos, por R$ 50.


Programação:

Manhã

– Mesa 1: Economia (Lídia Goldstein, Gabriel Pinto e Francisco Saboya)

– Debate com Lídia Goldstein, Gabriel Pinto, Francisco Saboya, Marcelino Granja e Pierre Lucena


Tarde

– Mesa 2: Negócios (André Mantovani, Carla Esmeralda, Wagner Martins)

– Apresentação de cases: Mr. Plot, Muma, BigHut, JoyStreet e ClapMe

-
See more at:
http://blogs.ne10.uol.com.br/mundobit/2016/04/19/porto-digital-mapeia-a-economia-criativa-no-estado-e-apresenta-resultados-em-evento/#sthash.uYjC71bh.dpuf



0 Comentário:


Nome: Em:
Mensagem: