Instituto Pensar - Ministro quer Transformar São João em Produto Turístico

Ministro quer Transformar São João em Produto Turístico

Forrozeiros de todo o Nordeste se reuniram, nesta quarta-feira (17), com o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, em Brasília, para discutir a importância das festas juninas para o setor. Em encontro concorrido, que contou com a participação de importantes nomes da música como Alcymar Monteiro, Genival Lacerda, Adelmário Coelho, Carlos Pitta, Zelito Miranda, banda Estakazero, dentre outros artistas, Alves também recebeu parlamentares dos estados nordestinos.

Entre os baianos, estavam a senadora Lídice da Mata (PSB), os deputados federais Jorge Solla, Valmir Assunção (PT) e Alice Portugal (PC do B) e o ex-secretário estadual do Turismo, Domingos Leonelli, além do deputado estadual, Marcelo Nilo e do atual titular da Setur, Nelson Pelegrino.

A pauta dos forrozeiros consiste na inclusão do São João como produto turístico nacional, com a divulgação dos festejos no Brasil e no exterior. Na oportunidade, Alves se comprometeu em valorizar a festa e colocá-la na agenda do Ministério.

O ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, assegurou ao presidente do Instituto Pensar, Domingos Leonelli, que tomará providências com relação aos pleitos dos artistas e empresários de forró do Nordeste. Potiguar, Alves garantiu ao ex-secretário do Turismo da Bahia que a sua pasta vai providenciar a elaboração de campanhas publicitárias, pesquisas quantitativas e qualitativas, a realização de um festival e um seminário em maio e a simplificação do processo de cadastramento de artistas. "Tudo isso transforma o São João de sucesso nordestino em produto turístico cultural e turístico", disse Leonelli que considerou a audiência um dia histórico de conquista para os festejos juninos.

Durante o encontro, a senadora Lídice da Mata ressaltou a importância do São João para a economia nordestina e disse que a festa vai muito além do entretenimento. “Se trata de um excelente negócio para as cidades que realizam os festejos. Representa um décimo terceiro mês de faturamento no comércio, pequenas indústrias e promotores de eventos”, ressaltou a parlamentar.

Nelson Pelegrino defendeu que a Lei Rouanet abranja os festejos juninos para consolidá-lo como produto cultural.

Patrimônio Imaterial - A senadora Lídice da Mata é autora de uma recomendação junto ao Conselho Nacional de Políticas para que a Festa de São João seja declarada Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil. A proposta está sendo analisada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), responsável pela chancela. “Salvaguardar nossa cultura popular, transformando-a em patrimônio imaterial, é proteger nossa própria existência como nação, unida e construída em torno de nossas manifestações mais tradicionais. Com esta iniciativa, pretendemos prestigiar o povo e as tradições do Nordeste e, também, contribuir para consolidar a identidade nacional, cujo fortalecimento se faz mediante o respeito e o valor a tudo o que é genuinamente brasileiro”, justificou a baiana.



0 Comentário:


Nome: Em:
Mensagem: